Divulgação/LTF
 

Em decisão proferida nesta quinta-feira, 21, a 3ª Comissão Desportiva do Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) catarinense atendeu ao recurso impetrado pelo Itapuã, de Tubarão, e imputou perda de pontos e multa ao Água Verde, de Pescaria Brava, por escalação irregular em partida válida pela 1ª divisão do Campeonato Regional da Liga Tubaronense de Futebol (LTF). Com a retirada dos pontos, o time fica fora das semifinais da competição.

O time da cidade azul recorreu da decisão da comissão disciplinar da LTF que não puniu a equipe bravense, por entender que o pedido havia sido feito fora do tempo hábil. O caso foi levado ao pleno do TJD na semana anterior, que determinou análise pela 3ª Câmara.

O Itapuã aponta, segundo o presidente do clube, Fábio Daniel, que na partida de 13 de outubro em que ambos os clubes se enfrentaram, o jogador alviverde Thiago Andrade Amado, que deveria cumprir suspensão por ter levado três cartões, entrou em campo e atuou normalmente.

Por sua vez, o Água Verde diz que não errou. “A gente não sabia que tinha jogador com três cartões e botamos para o jogo. Eu acho que o Água Verde não errou, porque antes a súmula dos jogos era entregue após o jogo, e hoje ela vai tudo para o site da liga na internet, e o pessoal da equipe quase não usa esse negócio de internet”, justificou o técnico Sidnei Cunha, popular Bicudo, em entrevista recente ao Portal.

A decisão do TJD foi unânime e impõe ao clube de Pescaria Brava a perda de seis pontos e multa de R$ 100. O time tem 15 dias para arcar com a punição, que deve ser comprovada nos autos do processo nas 48 horas seguintes ao cumprimento. O clube pode apresentar recurso da decisão em até três dias úteis.

O presidente da LTF, Welinton Brasil Ribeiro, informou à reportagem que a entidade vai aguardar os três dias de prazo que o Água Verde tem para apresentar recurso antes de decidir como ficarão os confrontos das semifinais da divisão principal. Neste fim de semana, a competição seguirá suspensa.

Posicionamento dos envolvidos

A reportagem do Portal Agora Laguna tentou contato com representante do Água Verde para obter o posicionamentos sobre a decisão do TJD-SC, mas não obteve sucesso.

O presidente do Itapuã, Fábio Daniel, comemorou o resultado apontando que “em nenhum momento o Itapuã quis prejudicar algum time, só procurou seu direito depois do julgamento feito na LTF”.


Atualizado às 7h30, de 22/11/2019.