Foto: Rodrigo Leitão/Divulgação
 

Termina nesta sexta-feira, 15, o período de defeso dos camarões branco e rosa nas lagoas Camacho, Garopaba do Sul, Imaruí, Mirim, Santa Marta, Santo Antônio, outras lagoas marginais e afluentes. Com isso a captura e comercialização da espécie por pescadores está liberada.

O defeso foi iniciado em 15 de julho e seu objetivo é garantir que os processos de reprodução e crescimento do crustáceo não sejam interrompidos. Entre os meses de junho e novembro é registrado o aumento na quantidade de camarões ‘jovens’, que não chegaram à idade reprodutiva.

O defeso foi instituído pela instrução normativa nº 163/2007, do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). Conforme a legislação, neste período qualquer ‘petrecho’ que esteja sendo utilizada na pesca da espécie deve ser apreendida pela autoridade ambiental, assim como os animais capturados.

A captura do camarão estará liberada até o próximo período de defeso, em julho de 2020.

Última operação surpreendeu, diz PMA

Na madrugada de quarta-feira, 13, a Polícia Militar Ambiental (PMA), responsável por patrulhar as lagoas onde acontece o defeso realizou a última operação de fiscalização referente ao período.

Segundo o capitão Fernando Magoga, comandante da corporação, o trabalho realizado no dia 13 surpreendeu os agentes pelas poucas irregularidades encontradas, em relação ao alto número de denúncias feito na data sobre pesca ilegal. O balanço mais detalhado do defeso de 2019 deve ser divulgado nas próximas semanas pela PMA.

Foto: PMA/Agora Laguna