Foto: Elvis Palma/Agora Laguna
 

Em publicação numa rede social, onde afirma estar sendo vítima de divulgação de notícias falsas, o vereador Peterson Crippa da Silva disse que pode deixar o Progressistas, partido a qual está filiado desde 2011. No texto, o edil que se lança pré-candidato à prefeitura municipal em 2020, aponta que a razão que pode motivar sua saída é que a legenda mantém abrigado o seu ‘maior rival’, o também vereador Roberto Carlos Alves.

“Se precisar, trocarei de partido [para ser candidato] sim, para não estar nas próximas eleições na mesma agremiação do meu maior rival político, o vereador Roberto Carlos Alves, caso ele permaneça no Progressistas. Mas caso ele saia do partido, somente nessas condições, permanecerei no Progressistas e ajudarei a dar início à uma nova forma de fazer política”, justificou Crippa.

O distanciamento entre os dois tem sido ampliado desde junho deste mês, quando o vereador denunciou que a comissão que definiria a nova executiva do partido foi suspensa em decisão feita sem consulta a filiados. “Houve uma reunião restrita ao grupo comandado pelo vereador Roberto Alves (parte da Comissão Provisória) no dia 17 de junho […] onde tomaram a decisão de forma unilateral, sem consultar os demais vereadores, suplentes e filiados”, disse. À época, o presidente provisório do Progressistas, Samir Ahmad, em rápida entrevista ao Portal, evitou comentar o caso e se limitou a questionar: “O partido dele é o PP ou o DEM?”.

Crippa chegou a ser apontado como possível filiado ao Democratas, após seu assessor de gabinete, Rômulo Camilo, ter se tornado presidente da comissão de refundação da sigla em Laguna. Em junho, em entrevista concedida ao Portal, Camilo disse ter bom relacionamento com o vereador do PP, mas desconversou se o partido havia sido recriado para abrigá-lo.

“Posso somente lhe afirmar que muitos partidários de outros partidos, muitos deles em mandato, nos procuraram e já sinalizam uma aproximação e interesse em participar do nosso projeto”, afirmou o presidente do DEM lagunense.

Fake news

Na publicação feita neste sábado, 2, o vereador do PP apontou que está sendo vítima de notícias e ataques feitos por pessoas, mas garante que está tranquilo quanto ao fato, pois vem trabalhando com transparência nos três anos de mandato.