Foto: Comunidade Passagem da Barra
 

Cansados de esperar pelo poder público, os moradores da comunidade da Passagem da Barra, uma das que integram a região da ilha, colocaram a mão na massa e tiraram do papel uma praça, construída do zero de maneira inteiramente artesanal e voluntária. O espaço será inaugurado oficialmente neste sábado, 12, às 14h.

“Nossas crianças e adolescentes costumavam sentar na calçada do posto de saúde, para conversar, porque nem bancos tínhamos. O ponto de encontro da criançada sempre foi na frente da escola, ao lado desse posto, uma área ampla que imaginamos ser um desperdício não ser aproveitada”, comenta um dos moradores que ajudou no processo de construção.

Os moradores chegaram a procurar a prefeitura para a construção de um local com equipamentos que permitissem o lazer, mas receberam como resposta a burocracia. Diante disso, resolveram que eles mesmos iriam montar o projeto e, por contra própria, executar a construção.

Para tirar a ideia do papel, toda a comunidade se uniu. “A cada dia, o projeto crescia, com novas ideias, com doações de dinheiro, de materiais, de mão de obra, em uma velocidade impressionante, com início em nossa primeira reunião foi em 30 de agosto, e a construção da praça em 5 de outubro, sendo realizada a montagem de toda estrutura em um dia, com dois escorredores, dois balanços, duas gangorras, bancos rústicos e jardins floridos”, detalha.

A praça custou cerca de R$ 2 mil, valor que foi arrecadado por doações entre a comunidade e comerciantes locais. A inauguração do espaço foi marcada para acontecer no Dia das Crianças, justamente pelo fato de eles terem sido a razão motivadora para que o local fosse construído.

“Esse dia marcará para sempre a memória do nosso bairro, onde todos da comunidade puderam construir com as próprias mãos, inclusive com a criançada ajudando, com doações de todos, uma área de lazer para família toda”, finaliza o morador.

Foto: Comunidade Passagem da Barra