Mais duas toninhas foram encontradas mortas na região do Molhes da Barra, no fim da manhã deste sábado, 12. O primeiro animal foi avistado inicialmente na água e chegou à faixa de areia da Praia do Mar Grosso por volta de 12h30.

A segunda toninha apareceu na faixa de areia horas depois na região, próximo ao Hotel Ravena (referência). O Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS) foi informado do aparecimento dos animais e fez o recolhimento.

A ocorrência foi acompanhada pela Polícia Militar Ambiental. No meio da semana um caso ganhou repercussão estadual: cinco animais da mesma espécie foram encontrados sem vida e enterrados na Praia do Sol.

Toninhas podem ser confundidas com botos

As toninhas são ameaçadas de extinção no Brasil e pela sua aparência podem ser facilmente confundidas com botos-pescadores. A espécie é considerada o menor golfinho de cetáceos.

Uma das principais causas de sua morte está na pesca acidental, quando elas não são o alvo da pescaria. Ao ficar presa em uma rede, não só as toninhas como também outros animais marinhos, não têm como respirar e acabam morrendo por afogamento.

Como acionar o PMP

Caso algum animal marinho vivo ou morto seja encontrado, entre em contato com o projeto pelo telefone 0800-642-3341. O acionamento permite o deslocamento de uma equipe de veterinários e pesquisadores ao local para resgate dos espécimes.

O PMP-BS é uma atividade desenvolvida para o atendimento de condicionante do licenciamento ambiental federal das atividades da Petrobras de produção e escoamento de petróleo e gás natural no Polo Pré-Sal da Bacia de Santos, conduzido pelo Ibama.


Atualizado às 17h.