Divulgação
 

Das quatro novas praças de cobrança de pedágios a condutores de veículos que serão instaladas na BR-101, duas ficarão mesmo em Laguna e em Tubarão, mesmo com a pequena distância entre os municípios. A tarifa do pedágio deve ser de R$ 4,42, sendo R$ 1,72 mais caros que o cobrado na praça de Palhoça, cujo preço é R$ 2,70.

Isso porque os ministros do Tribunal de Contas da União (TCU) aprovaram, com ressalvas, o primeiro estágio da concessão da BR-101, promovida pelo Governo Federal, que detalha a localização dos pedágios, no trecho entre os municípios de Paulo Lopes e Passo de Torres (RS), de acordo com as informações do Portal A Hora. A intenção da ANTT é instalar praças em Laguna, próximo do limite com Imbituba (km 298), Tubarão, divisa com Treze de Maio e Jaguaruna (km 346), Araranguá, divisa de Maracajá (km 408) e São João do Sul, divisa com Passo de Torres (km 460).

O processo será conduzido pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), que fará a publicação do edital de concessão da rodovia para as empresas privadas interessadas.

Segundo o Programa de Exploração da Rodovia (PER), o trecho a ser concedido tem extensão total de 220,42 quilômetros em pista dupla. Além de atender diretamente os 17 municípios interceptados pelo trecho rodoviário, dá acesso também ao Porto de Imbituba.

De acordo com os estudos a empresa vencedora do leilão deve fazer um investimento e ter gastos de despesas operacionais no valor de R$ 6,52 bilhões. Ainda segundo os estudos há também a previsão de quatro pedágios nas cidades de Laguna, Tubarão, Araranguá e São João do Sul.

Antes da publicação do processo, no entanto, será preciso ajustar 16 ressalvas. Entre elas está a correção de falhas evidenciadas nos estudos de tráfego no material aprovado pelos ministros.