Foto: Elvis Palma/Agora Laguna
 

Em sua primeira visita oficial à Laguna, na sexta-feira, 30, o governador catarinense Carlos Moisés da Silva (PSL) confirmou a intenção de construir um ponte que faça a ligação entre a região da ilha e a cidade. A iniciativa não é recente e vem sendo propagada desde a década de 1980, quando surgiu a ‘Ponte do Pontal’.

O projeto do chefe do Executivo havia sido inicialmente divulgado pelo deputado estadual Felipe Estevão, quando seu partido, o PSL, fez evento de apresentação da comissão provisória de Laguna meses atrás. “Fizemos um estudo prévio e protocolamos um projeto no Ministério do Turismo (MTur) e que está em análise urgente, foi colocado como prioritário, para que o ministro defina esse valor de cerca de R$ 3,5 milhões, para a execução do projeto”, disse o governador.

De acordo com Carlos Moisés, a definição de trajeto, extensão e custo total somente será possível após o recurso do MTur ser liberado. O governador, que atuou como comandante dos bombeiros de Tubarão, tem casa de veraneio na Praia do Ipuã, inclusive foi tesoureiro da associação de moradores local.

À imprensa, Estevão contou que o projeto apresentado ao ministério apontou os impactos financeiros e turísticos como motivos necessários para o fornecimento da verba. “Precisamos começar a trabalhar questão da mobilidade urbana em Laguna, que é preocupante”, comentou o parlamentar, sinalizando que a ponte também auxiliaria no escoamento de eventuais cargas que chegassem ao Terminal Pesqueiro da cidade juliana.

A ideia de uma ponte que permita essa ligação entre a cidade e as comunidades do Farol de Santa Marta voltou a ser encampada pelos moradores da ilha, que planejam fazer neste mês um movimento de ‘adesivaço’. Atualmente, para atravessar o Canal da Barra há duas formas: a balsa e um barco, em trajeto que dura menos de 20 minutos.

Liberação de emendas

No ato em Laguna, Carlos Moisés autorizou verbas para as emendas impositivas do orçamento de 2018, que não foram liberadas no ano passado pela falta de recurso. Os montantes são disponibilizados pelos deputados estaduais para cidades catarinenses e têm liberação obrigatória.

A terra de Anita recebeu R$ 350 mil destinados à pavimentação e drenagem da Rua Manoel Antônio Duarte, emenda da deputada Ada de Luca (MDB); R$ 240 mil, para a revitalização da Praça Francisco Pinho, do deputado Valmir Comin (PP); R$ 150 mil, para construir praça na comunidade da Ponta da Barra, do deputado José Milton Scheffer (PP); e R$ 173,2 mil para a reforma da Escola de Educação Básica Nininha Guedes dos Reis, do deputado Ismael dos Santos (PSD).