Foto: Fábio Queiroz/Agência AL
 

A heroína dos dois mundos, Anita Garibaldi, foi homenageada solenemente pela Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc) na noite de quinta-feira, 29. O encontro na capital Florianópolis destacou os fatos da vida de guerreira da mais ilustre cidadã lagunense, que participou de inúmeros combates tanto no Brasil, quanto na Itália.

A sessão no parlamento catarinense marcou o lançamento da programação das atividades que vão acontecer até 2021, quando se comemoram os 200 anos de nascimento da heroína. Homenagens foram feitas à entidades e instituições envolvidas nos eventos.

“Anita Garibaldi saiu daqui de Santa Catarina com apenas 18 anos e morreu com 28 anos de idade. Em apenas um ano e oito meses na Itália se tornou a mãe da pátria italiana e a heroína de dois mundos”, resumiu o escritor Adílcio Cadorin, autor da biografia ‘A Guerreira das Repúblicas’, que fala sobre a figura de Anita. “Santa Catarina, agora com a preparação dos festejos do bicentenário de nascimento de Anita, se prepara para resgatar o valor dessa grande mulher, que tem feitos incomensuráveis que a maioria da população catarinense também desconhece”, comemorou. O grupo Guardiãs de Anita, criado aos moldes da legião garibaldina, fez apresentação no parlamento.

O historiador Andrea Antonioli, diretor do museu e biblioteca Renzi da Itália, frisou na sessão a importância que Anita tem para o país europeu. “Anita é considerada uma figura feminina muito importante para nós, pois além de ter participado das lutas junto com Giuseppe Garibaldi, abriu as portas para a unificação italiana”.

Os festejos do bicentenário da lagunense devem contar com a participação das cidades catarinenses Anita Garibaldi, Curitibanos, Imbituba, Laguna, Lages e Tubarão; além do Rio Grande do Sul, Consulado Italiano no Paraná, Montevidéu, no Uruguai, e onze outras cidades italianas nas quais Anita esteve presente.