Ilustração: Evilym Cardoso, sobre foto de Elvis Palma
 

POR UMA QUESTÃO DE SAÚDE o presidente da Câmara de Vereadores, Cleosmar Fernandes (MDB), encaminhou ao governador Carlos Moisés, um ofício com o objetivo de solicitar que o chefe do Executivo catarinense, verificasse a possibilidade de estabelecer o retorno da distribuição dos medicamentos oriundos de ações judiciais – a chamada “Farmácia Judicial” – para cidade de Laguna.

Mesmo assim, foi pessoalmente tratar desse assunto na capital dos catarinenses, acompanhado do vereador Kleber Roberto Lopes (Kek, do PP). A cadeira nem ficou fria e o prefeito Mauro Candemil chegou com o mesmo objetivo. #SóAcho que desconhecem o velho ditado que “a união faz a força”.

LAGUNA NA ALESC. O deputado lagunense Felipe Estevão (PSL, foto), fez um breve resumo do seu trabalho nos primeiros 100 dias de legislatura nas redes sociais, com o “modo mandato ativado”. Felipe destacou que “a reabertura do Terminal Pesqueiro de Laguna foi um dos temas principais destes primeiros 100 dias de mandato. São 19 empresas que precisam do terminal e estão descarregando o pescado em Rio Grande (RS) ou em Itajaí”.

Foto: Luca Gebara/Agência AL

O parlamentar continua: “No médio prazo, a reabertura do terminal, sua estadualização e reabertura podem gerar até 1,5 mil empregos. Fui três vezes à Brasília, pois o porto é federal e está sob o comando da Companhia Docas Do Estado de São Paulo (Codesp). Depois de muita luta, o porto agora avança para a estadualização e reabertura. Uma grande conquista. Sou presidente da Comissão de Pesca da Alesc e muita coisa já foi feita. O principal é a juntada de dados e informações sobre o setor, que hoje são difusos”.

“O acesso norte de Laguna também já foi entregue o projeto para a execução da obra, uma luta de 50 anos e que agora está andando. Destaco mais dois projetos. Um é sobre a cessão das armas para o policial aposentado e o outro de combate à fraude nos hodômetros dos veículos no Estado. Finaliza ainda dizendo que tem muito trabalho, muito será feito, contem conosco, o gabinete 108 está sempre de portas abertas”, finaliza Estevão.

Foto: Elvis Palma/Agora Laguna

AGORA VAMOS PODER ESPERAR SENTADOS com a boa notícia da restauração dos bancos da Praça Vidal Ramos (popularmente conhecida como Praça da matriz), bem ali onde está situado o Jardim Calheiros da Graça.

Não é de hoje que observo a atenção dada pelo presidente da Fundação Irmã Vera, Valmor Packer, aos detalhes de nossa cidade. Em tempo: segundo o blog do Valmir Guedes Junior, a praça completou 104 anos no dia 25 de abril.

FALANDO RAPIDAMENTE EM EDUCAÇÃO: quem utiliza o ginásio de esportes da Vila Vitória vem reclamando e muito da situação precária em que se encontra: abandonado e mantido praticamente por quem pratica esportes. No local, nem mais o nome do ginásio – homenagem ao dr. Pedro Miranda, médico lagunense – existe mais. Laguna, #SóAcho que merece uma atenção a mais ao esporte, as reclamações são grandes.

POR UMA QUESTÃO DE ORDEM, após quase um mês sem perícias médicas na agência da previdência social de Laguna, o serviço voltou a ser realizado na cidade, a partir da segunda-feira, 13. A informação foi divulgada no fim da tarde pelo advogado Leandro Bento, presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), em Laguna.

Bom, essa era a notícia no começo da semana, até que chegou ao seu final, o radialista Batista Cruz disse nesta sexta: “Não temos perícia coisa nenhuma”, sobre a Previdência Social de Laguna.

Foto: Elvis Palma/Agora Laguna

SOFREMOS NOVAMENTE COM A CHUVA que caiu sobre nossa cidade essa semana. Foram vários bairros e ruas com problemas de alagamentos. Ponta da Barra, Centro Histórico, Portinho, Cabeçuda, Progresso e Mar Grosso, entre outros, que tiveram problemas principalmente pela falta de drenagem pluvial adequada, sem falar naquelas que foram obstruídas pelas obras da Confer.

PROBLEMAS TAMBÉM NA UNIDADE BÁSICA DE SAÚDE da Passagem da Barra que foi inaugurada em 2016 e ontem, 16, chovia mais dentro do que fora, somado à preocupação da fiação molhada que colocava em risco funcionários e usuários. Ainda na região da ilha, não escaparam de críticas as obras de drenagem pluvial na Ponta da Barra. Foi mais uma rua que ficou alagada.

Foto: Valmir Guedes Junior

POR UMA QUESTÃO DE SEGURANÇA, novamente tivemos reclamações dos equipamentos abandonados por gestões municipais. Falo das várias câmaras que temos (ou tínhamos?) espalhadas pela cidade, itens que deveriam ser utilizados para segurança, mas, ironicamente, colocam em risco quem passa por baixo.

#SóAcho que, se reclamou na rede social, é sinal de que algo pode ser feito, e, não foi diferente essa situação. Com olhar atento e um registro rápido, o blogueiro Valmir Guedes Junior capturou o momento em que um carro cheio delas, passava pelo Centro Histórico, e claro, eu recebi e postei (veja).

EM UMA GRANDE SESSÃO NA CASA DO POVO que durou quase seis horas, convidados usaram da palavra onde os assuntos foram: saneamento básico, educação, finanças, menos a saúde, que apresentou um atestado médico. Chamaram a atenção e necessitaram de explicação os pregões que têm os valores de R$ 473.782,50 com o objetivo de contratação de empresa para serviço de arbitragem e aquisição de materiais esportivos, troféus e assemelhados, e, o outro de R$ 158.272,00, para contratar empresa especializada na prestação de serviços de arbitragem para várias modalidades, para os programas do município.

O PROJETO DE INTENDÊNCIA DA REGIÃO DA ILHA está agora sob olhar atento do vereador Rhoomening Souza Rodrigues (PSDB). Comenta-se que ele quer botar um “Pingo” nos “is”. Afinal, se aprovado for o projeto, poderemos ter a criação de mais dois cargos comissionados – o de um intendente, “ou uma”, e um de assessor – conforme projeto encaminhado pelo prefeito Mauro Candemil.

Como justificativa, o prefeito cita que a criação da Intendência da Região da Ilha, visa agilizar e solucionar os pleitos da comunidade que tem maiores obstáculos devido a distância e a geografia do município para comparecer na sede administrativa. #SóAcho que o gestor ainda vive a ideia da descentralização, como foi com as ADRs que tinham esse mesmo objetivo e atualmente foram todas desativadas.

SOBRE A INTENDÊNCIA: quando a montanha não vai a Mauro, Mauro vai à montanha, principalmente, quando o prato é uma tainha assada oferecida na região, ai não tem distância que separe. Ainda sobre o assunto, nas esquinas e escadas, nomes já são citados e, nem sobre açoite de Ramos, digo quem são. O projeto foi aprovado em primeira votação e vai ter um segundo turno na próxima sessão.

Foto: Elvis Palma/Agora Laguna

RAPIDINHA: Mais de um milhão de reais será aplicado, segundo o Escritório Técnico do Iphan de Laguna, na restauração do Clube Blondin. A obra está orçada em R$ 1.020.727,91 e integra o conjunto de prédios tombados contemplados com verbas de restauro pelo PAC das Cidades Históricas.

EM TRAMITAÇÃO NA CASA DO POVO o projeto de lei 007/2019 encaminhado pelo Prefeito Mauro Candemil, que tem por objetivo criar cargos e alterar vencimentos de cargos comissionados e efetivos na administração pública municipal, que atuem de forma direta ou indireta.

O mesmo projeto prevê a criação dos cargos comissionados de: diretor de apoio à presidência da Fundação Lagunense de Meio Ambiente (Flama), com vencimento no valor de R$ 1.313,40; diretor de arquivo, R$ 1.313,40; e assessor especial da Secretaria de Pesca e Aquicultura, R$ 2.936,65.

A proposta antevê a criação da função especial de confiança de médico regulador no âmbito da Secretaria de Saúde. Nada contra os comissionados, mas os efetivos há anos reclamam por melhores vencimentos e reconhecimento. Projeto votado e aprovado em primeira votação com dois votos contrários: Peterson Crippa (PP) e Nádia Tasso (MDB).

‘NÃO VOTEI POR CONSTRANGIMENTO’, disse a vereadora do MDB, mesmo sendo do partido do Prefeito Mauro Candemil, ao justificar seu voto contrário. A reforma e reajuste segundo a edil, deveria ser na totalidade do funcionalismo e não dessa forma picada como foi apresentada. A parlamentar citou agentes administrativos, assistentes sociais e outras classes que também esperam um reajuste.

“Considero uma injustiça essa forma do projeto não sair na totalidade e vim favorecendo somente alguns. Me sinto constrangida perante a população em não sair uma reforma administrativa geral. Fico desacreditada de ver tantos cargos comissionadas serem criados mais ainda em uma cidade pequena como Laguna”, finaliza Nádia, dizendo que a população está contrariada e que votou com o povo, optando por se opor a aprovação do texto.

ESSA FOI A TERCEIRA CPI (ou perdi as contas?) na gestão Mauro Candemil com a apresentação do requerimento 0216/2019 do vereador Kleber Roberto na sessão do dia 14 de maio. Kek solicitou a abertura de Comissão Parlamentar de Inquérito com objetivo de apurar procedimentos adotados pela Secretaria de Planejamento quanto à concessão de consulta prévia e aprovação de projetos do Loteamento Nova Laguna, bem como a baixa no caucionamento sem execução das obras de infraestrutura dos terrenos do Loteamento Santa Clara.

Na forma regimental, depois de ouvido o plenário o requerimento foi votado, bateu na trave e foi rejeitado por maioria. Foram seis votos contrários (Rodrigo, Roberto Alves, Thiago, Osmar, Adilson e Valdomiro), e cinco a favor da abertura (Kek, Preto, Patrick, Rhoomening, Nádia). Falando ainda em CPI, a única que segue é a do Carnaval, por mais trinta dias.

MEIO MILHÃO DE REAIS. Esse é o valor que vai sair dos cofres do município na “NOVA” restauração da Biblioteca Pública Municipal Romeu Ulysséa anunciada oficialmente nas páginas oficiais do município. Licitação lançada, agora é aguardar para ver quem vai abraçar essa obra. Acho que o cofre municipal tem uma gaveta escondida. #SóAcho.


ELVIS PALMA, 54 anos, é formado em administração de empresas, funcionário público estadual, fotógrafo e comentarista do Jornal da Manhã da Rádio Difusora de Laguna.


As informações e opiniões expressas neste texto, são de total responsabilidade do seu autor.