Ilustração: Evilym Cardoso, sobre foto de Elvis Palma
 

PRECISAMOS PENSAR TURISMO O ANO TODO. Foi esse o tema postado nas páginas do deputado lagunense Felipe Estevão (PSL). A frase parte de uma análise feita após dados sobre o faturamento do comércio e da hotelaria na temporada de verão 2019, em Santa Catarina. Os números caíram em relação a 2018, conforme pesquisa da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (Fecomércio) divulgada no dia 26 de abril.

Bem que poderia ser um recado em mala direta aos nossos gestores que pouco fazem para mudar esse panorama. Afirma o deputado que lojas (-9,8%), hotéis e pousadas (-19,5%) tiveram uma variação negativa comparado com o ano anterior. O estudo foi feito nos municípios de São Francisco do Sul, no Norte, Balneário Camboriú, no litoral Norte, Florianópolis, e Imbituba e Laguna, no Sul.

Estevão se coloca à disposição das prefeituras para auxiliar no que for possível. “Mais turismo, mais emprego e mais oportunidades”, finaliza o parlamentar. Na minha opinião, acho que o deputado quis dar um sacode nos municípios, entre eles, Laguna, que peca na exploração do turismo mesmo tendo um potencial sem tamanho para isso.

FALANDO EM TURISMO, CITAMOS O MORRO DA GLÓRIA, onde mais um turista teve prejuízos com o seu automóvel, após este ter sido arrombado. Como pensar em turismo dessa forma, sem segurança em um dos nossos principais pontos turísticos, deputado? O que essa família vai dizer lá fora sobre nossa cidade que, mesmo sob o olhar atento da nossa santa, esses absurdos ainda continuam a ocorrer?

Fica complicado e ainda vai necessitar muito da sua intervenção, se essa realmente for sua vontade e bandeira para com o seu município. Se depender desses gestores de ontem, de hoje… Enfim, não dá para acreditar que em breve essa situação mude.

Foto: Elvis Palma/Agora Laguna

SE ESTAMOS FALANDO EM TURISMO, não podemos esquecer nossos botos. Outro final de semana prolongado com o feriado e tivemos, novamente, um dia de pescaria com o tradicional auxílio dos botos. E foi mais uma temporada em que não se teve, nenhuma estrutura para recepcionar quem nos visita. Um desses itens necessários é ter à disposição banheiros químicos.

Infelizmente, ninguém da prefeitura passa duas ou três horas no local para receber essas reclamações. Certamente se fizessem, seria uma aula do que temos, por obrigação, servir aos nossos visitantes.

SERÁ QUE A FONTE VEM SECANDO? É o questionamento de muitos sobre a falta de água constante na Fonte da Carioca. Todas as vezes que esse problema ocorre, as redes sociais são usadas para mostrar a situação. Outra hora foi culpa de um equipamento eletrônico do sistema de bombeamento que não funcionou corretamente e agora, recentemente, foi um cano que rompeu e que foi solucionado emergencialmente.

Embora essa falta seja momentânea, para muitos esses problemas já deveriam ter sido levados mais a sério pelo gestor e responsável pela pasta do Turismo e Lazer.

Foto: Elvis Palma/Agora Laguna/Arquivo

O DIA EM QUE O SINO DESAPARECEU: Era madrugada do dia 3 para 4 de agosto do ano de 2016, quando o sino, segundo vizinhos, deu suas últimas batidas. Na manhã seguinte o objeto não estava mais no lugar de destaque, no alto da escadaria do Museu Anita Garibaldi.

Em agosto, completa três anos e não há nenhuma notícia do sino que fazia parte do acervo histórico da cidade. Hoje, próximo à sineira, foi colocada uma placa (“sem assinatura” dos responsáveis) que, de maneira discreta, cita o ano do furto, fala do vazio de sua ausência e que todos somos responsáveis pela preservação e segurança do patrimônio cultural.

O MUNICÍPIO ESQUECE que se tivesse dado manutenção nas câmeras de segurança; se o museu tivesse câmeras de vídeo-monitoramento/segurança na época; e se nos nossos pontos turísticos houvesse segurança física, nada disso teria ocorrido.

Agora, querer dividir a culpa pela má gestão é complicado. #Sóacho que o furto foi um alerta para falta de segurança, não só do museu, mas de tantos outros pontos turísticos e históricos em nossa cidade.

NA CAPITAL NACIONAL DO BOTO-PESCADOR foi registrada a quinta morte em 2019, de boto da espécie Tursiops truncatus. A equipe do PMP-BS/Udesc encontrou durante a rotina de monitoramento, um filhote em óbito e em avançado estado de decomposição, na praia do Sol.

Isso em Laguna que é a Capital Nacional do Boto-Pescador. Dos cinco óbitos este ano, três ainda eram filhotes. Uma realidade triste, em um município que deveria criar leis mais duras para preservar a espécie. Acorda, Laguna!

A LIDERANÇA DO GOVERNO NA CÂMARA agora ficará de responsabilidade do vereador Rodrigo Luz de Moraes. O edil faz parte do PR, partido que foi coligado com o PT na última eleição para majoritária. São coisas da política que ficam além da nossa imaginação, isso, considerando que hoje a bancada do MDB, sigla do prefeito, conta com quatro vereadores.

Para quem fica de fora muitas vezes fica complicado entender. Mas para quem está no meio e envolvido, o pensamento tem uma visão bem mais distante, e, desta forma, vem sendo articulada, já de olho em 2020.

Divulgação/CML

O PROMETIDO ACESSO NORTE passa para a responsabilidade do gestor municipal, não só desse, mas dos futuros prefeitos eleitos, se de fato for concretizado o empréstimo de R$ 8,5 milhões, junto ao Banco Regional do Desenvolvimento (BRDE).

A aprovação do projeto de autorização do empréstimo foi em uma sessão atípica. Teve a participação dos moradores de Barbacena e simpatizantes pelas obras do acesso Norte. Vereadores usando da palavra e fazendo manifestações fervorosas em favor do projeto.

Até o prefeito apareceu – no apagar das luzes – participando e acompanhando os trabalhos dos edis, que, por unanimidade, aprovaram a matéria em primeira e em segunda votação.

A festa foi marcada, agora faltam chegar os salgadinhos os doces e as bebidas. Resta saber realmente quem vai ser convidado para comemorar essa obra, que foi campeã de promessas políticas. #Sóacho que vou aguardar no mesmo pensamento de São Tomé.

FALANDO SOBRE O MERCADO PÚBLICO, a prefeitura fez sua primeira reunião para estudar o edital de ocupação dos boxes do prédio nesta semana. No primeiro momento, a sociedade civil e representantes de outros órgãos não foram convidados a participar. O encontro inicial contou com o primeiro escalão da prefeitura, entre eles: secretários municipais, presidentes de fundação, vigilância sanitária, procurador do município, responsável pelo Iphan e da empresa responsável pela execução da obra.

Vamos aguardar – ansiosos – a elaboração do edital de ocupação dos boxes desse espaço histórico, que é nosso mercado público. E desejar que realmente a população se organize para poder participar, discutir e opinar sobre essa ocupação.

SOBRE O TERMINAL PESQUEIRO PÚBLICO de nossa cidade, a notícia postada na página da prefeitura municipal diz que o prefeito Mauro Candemil recebeu na quinta-feira, 25, a visita dos diretores da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp) e o diretor administrativo da SC-Parcerias (SCPar).

Diz ainda a nota, que o estado através da SCPar tem interesse em estadualizar o Porto de Laguna, em até 90 dias, e, que essa transição, se de fato ocorrer, dará maior eficiência ao terminal pesqueiro e ao desenvolvimento do município e de toda região.

CONTINUANDO COM O TERMINAL, o porto sempre esteve sob o olhar atento do deputado Estevão, que em reunião no Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil, em Brasília, comentou sobre o assunto da estadualização, citando que novidades poderiam vir nos próximos dias.

Participou também desse momento, a presidente da Fundação Lagunense do Meio Ambiente (Flama), Deise Cardoso. Agora, #sóacho que é aguardar para que realmente possa ter um final feliz para ambas as partes envolvidas: município e governo do Estado.

Foto: Elvis Palma/Agora Laguna