Foto: Elvis Palma/Agora Laguna
 

Entidades de classe e população estão organizando um protesto pela manutenção das perícias médicas realizadas na Agência da Previdência Social (APS) de Laguna. A agenda de atendimentos periciais para os usuários do serviço, segundo o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), estará fechada a partir de segunda-feira, 15.

A situação veio à tona em meados do mês passado e começou a tomar novos contornos no início de abril. Um encontro entre representantes das esferas políticas e jurídicas de Laguna junto à gerência regional do órgão, sediada em Criciúma, definiu na última quarta-feira, 10, encaminhamentos para a permanência da agenda de perícias na terra de Anita.

“Foram duas horas de reunião, considero exitosa, ficou deliberado que a gerência vai pleitear o atendimento até agosto e até lá, buscaremos meios para trazer mais servidores e manter o atendimento em Laguna”, afirmou à época o presidente da OAB, Leandro Schiefler Bento.

No entanto, o instituto voltou a atrás e manteve a decisão inicial de transferir as perícias para Capivari de Baixo, ou qualquer outro município com agenda aberta, ficando à escolha do beneficiário. “A posição do INSS é de não postergar o inadiável”, informou, em nota, a assessoria do órgão. Até sexta-feira, 12, lideranças da cidade estavam tentando resolver a situação.

Marcado para ser realizado em frente à agência do órgão em Laguna – apontada como um dos motivos para o fechamento da agenda de perícias –, o protesto vai acontecer terça-feira, 16, às 16h.

ASSISTA: Lideranças de Laguna falam sobre a reunião realizada no INSS, em Criciúma