Ilustração: Evilym Cardoso, sobre foto de Elvis Palma
 

REALMENTE DEU PT NA PREFEITURA com a entrada no começo desta semana da advogada Tanara Cidade de Souza. Ela foi anunciada pelo prefeito Mauro Candemil, na pasta da Secretaria de Assistência Social e Habitação.

DEMOLIÇÃO OU RESTAURAÇÃO? Um protesto foi realizado recentemente, na sessão da Câmara de Vereadores por alunos da escolinha de futebol Genoma Colorado. Esse mesmo grupo também organizou um abraço simbólico à antiga edificação, hoje pertencente ao Estado catarinense. Eles pedem a recuperação do local.

A prefeitura semanas atrás obteve a autorização do Governo, para demolir a edificação que sediava o CSU, atualmente em ruínas. Agora, é aguardar os próximos capítulos para ver qual posição será tomada pelo gestor municipal.

COM PROMESSAS DE TODOS OS TIPOS direcionadas à Guarda Municipal, essa gestão praticamente ceifou o sonho de muitos agentes de se tornarem úteis na questão de segurança em nossa cidade. As promessas se perderam e hoje um GM tem seu salário contratual de R$ 1.196.93.

Foto: Elvis Palma/Agora Laguna

Salário esse, que vale para um guarda municipal com quase dez anos de prefeitura. Aí eu concordo que não existe profissional que trabalhe com gosto sendo mal remunerado desse jeito. Tem um estatuto com plano de carreira dos guardas que está tramitando na prefeitura faz anos, que não manda para a Câmara de Vereadores. Atualmente, os poucos agentes cumprem horário de trabalho interno, somente no Centro em expediente matutino e vespertino e no final de semana, são dispensados dos trabalhos.

TEM QUE VALORIZAR OS PROFESSORES que se doam mais do que o possível por uma educação de qualidade no município de Laguna. Essa semana uma delas questionou: “Você deixaria seu bebê em uma sala (berçário II) que não tem chuveiro com água quente e quando chove fica alagada? ”.

Infelizmente essa é a realidade do Centro de Educação Infantil Pequeno Cisne, que fica nas imediações do antigo Caic. Reclamações antigas que permanecem sem solução até hoje. Ainda bem que temos na educação, professores que trabalham com amor e muita dedicação.

Foto: Elvis Palma/Agora Laguna

CHAMA O BOMBEIRO. Interditado e caindo está o Memorial Tordesilhas (foto), a princípio por problemas elétricos até então, mas essa semana “chamaram o bombeiro”. E lá estava o coordenador da Defesa Civil do município, Antônio da Silva (o popular Silva Bombeiro), calçando a estrutura de suporte da passarela, como medida emergencial de segurança e para evitar danos graves à estrutura, com escoras de eucalipto roliço.

Vamos escorando a casa, se não ela cai. Tomara que não falte escora, essa gestão está bem necessitada.

NADA COMO UM MUNICÍPIO RICO PARA ADMINISTRAR. Segundo Valmir Guedes Junior, em seu blog, as finanças da prefeitura estão a mil maravilhas com dinheiro sobrando em caixa. Enquanto os governos estadual e federal vão enxugando as máquinas, com extinções de inúmeros órgãos e cargos, em Laguna a caneta com tinta do prefeito continua cheia e funcionando. No Diário Oficial do dia 09, teve mais oito nomeações para cargos na prefeitura da Laguna.

Foto: Elvis Palma/Agora Laguna

O PAÇO FICOU A UM PASSO de se tornar realidade. Vereadores rejeitaram por unanimidade o projeto de lei nº 0024/2019 que buscava autorizar empréstimo junto à Caixa Econômica Federal no valor de R$ 10 milhões, destinados à construção do prédio da prefeitura, o conhecido “Paço Municipal”.

FALANDO NELES, em silêncio mandaram recados para o prefeito. Esperava-se uma sessão quente nos comentários o que não aconteceu, porém, seus votos mostravam que algo estava errado ou não teve uma boa comunicação entre os poderes.

FALANDO EM COMUNICAÇÃO, considerada por muitos um dos problemas da atual gestão, pois, “quem não se comunica se trumbica”, vem sendo discutida nas entrelinhas a criação, através do projeto de lei 003/2019, da Secretaria de Comunicação Social.

O prefeito, como justificativa para o encaminhamento do projeto, cita a necessidade de se adequar estruturalmente às ações de comunicação social visando dar maior grau de autonomia e liberdade para que as ações desencadeadas pelo poder Executivo alcancem maior amplitude. O nome que se escutou e muito foi do radialista Celso Fernandes como convidado para comandar a pasta.

O projeto já foi lido e na sessão seguinte não entrou para primeira votação. Como na terra de Anita as coisas mudam da noite para o dia, agora é aguardar para ver a posição dos vereadores na casa do povo.

SE FALTAM PESSOAS, SOBRAM CADEIRAS. Essa foi a imagem da semana, com cadeiras sendo levadas da Agência da Previdência Social do INSS de nossa cidade. A equipe formada por lideranças municipais que se dirigiu à Criciúma – e, de lá mesmo, em entrevistas e vídeos, nos davam a notícia que até o dia 31 de agosto, seriam mantidos os atendimentos periciais em nossa cidade – nem tinha passado a Ponte Anita Garibaldi e receberam um balde de água fria com a informação que a agenda de perícia médica já se encontra aberta para Capivari de Baixo a partir desta segunda-feira, dia 15 de abril.

Na cidade do “já teve” o morador em Laguna poderá escolher entre Capivari de Baixo, Tubarão e Imbituba para realizar sua perícia médica. Agora quem poderá nos salvar? Seria Felipe Estevão, nosso deputado lagunense?

O PROJETO DE LEI nº 023/2019 de autoria do prefeito (poder Executivo) está tramitando na casa do povo visando autorizar o município a contratar operação de crédito, junto ao Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul, até o valor de R$ 8,5 milhões de reais, destinados ao investimento de infraestrutura na construção do acesso Norte via Barbacena. Vamos acompanhar os próximos capítulos, ultimamente alguns fatos nos pegam de surpresa.

A SEMANA CHEGA AO SEU FIM e ela foi bastante movimentada na Vila de Santo Antônio. Após mudanças pontuais, me pergunto onde encontro aqueles “amigos” que por questões partidárias fizeram uma grande batalha ao longo desses últimos anos?

Mauro (MDB) buscou apoio no PT de Tanara e com essa confirmação oficial, para delírio de muitos, que até agora acham que foi sonho, o barco parou no porto de Laguna – mesmo sem SIF – e trouxe, após longa viagem, para a prefeitura um fato político único jamais visto na história política de nossa cidade: dois adversários de campanha agora dividem o mesmo objetivo, o de ter uma Laguna melhor.

Foto: Elvis Palma/Agora Laguna