Foto: Luís Claudio Abreu/Agora Laguna
 

A situação da agência do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) em Laguna vem preocupando os usuários do órgão, principalmente após a informação de que as perícias médicas serão transferidas para outra cidade ter sido levantada há algumas semanas.

A baixa dos profissionais, provocada pela aposentadoria deles, é o motivo que a gerência do INSS, em Criciúma, citou em resposta à um ofício da Câmara de Vereadores, para a mudança dos atendimentos (veja ao fim do texto). Os usuários lagunenses precisarão se deslocar à Capivari de Baixo, para serem periciados.

O quadro de funcionários, segundo as informações apuradas pela reportagem do Portal Agora Laguna, contava no início do ano com 16 servidores e neste mês, o efetivo é de apenas sete (sendo dois médicos peritos). “Esse reduzido quadro de servidores, em nossa visão, impossibilitará o bom andamento das atividades da Agência da Previdência Social (APS). Assim, optamos por transferir o serviço de perícia médica para outra unidade, preventivamente”, afirma a gerente do INSS Arlete Luíza Rizzatti.

A apreensão acerca de qual será o futuro da agência da cidade atinge os funcionários do órgão. “Não sabemos se o governo vai achar viável que fique aberto assim, se vão contratar funcionários ou fazer concurso. Ainda não se trabalha com essa possibilidade de fechamento”, comenta uma atendente que não quis se identificar.

Outro fato apontado pela gerência pela é a situação da sede da agência de Laguna. O órgão está situado em um prédio histórico com dificuldades na remodelação do espaço, enquanto que em Capivari de Baixo a estrutura seria mais adequada. “Este efeito colateral [de transferência ou fechamento] é bastante prejudicial ao INSS, em virtude de nosso represamento”, pontua Arlete.

Foto: Agora Laguna