Cíntia (E) com a mãe Liliane - Foto: Arquivo Pessoal
 

Durante transmissão ao vivo realizada em uma rede social no fim da tarde de sábado, 30, foi anunciado que o valor da cirurgia que a jovem de Pescaria Brava, Cíntia Eliseu Ouriques, 17, precisa fazer para corrigir sua coluna, foi reduzido de R$ 103 mil, para R$ 83.063,32. Até a divulgação da notícia, haviam sido arrecadados pouco mais de R$ 81.567,23 em doações bancárias e de valores obtidos em ações beneficentes como bazares e pedágios.

A redução do valor, segundo Liliane Martins, mãe da jovem, foi conseguida por meio do gabinete do deputado estadual Felipe Estevão (PSL). “Toda a nossa equipe foi atrás para conseguir um desconto [junto ao Hospital de Caridade de Florianópolis]. E conseguimos abaixar para R$ 83.063,32”, explicou Eurico Alves de Oliveira, assessor do parlamentar que fez a transmissão.

A expectativa é de que o valor restante, pouco menos de R$ 1 mil, sejam arrecadados ainda nesta semana e que Cíntia faça o procedimento, considerado de risco, brevemente. Na transmissão, Oliveira contou que Estevão – que foi o segundo deputado mais votado em Pescaria Brava –, colocou à disposição da família um advogado para auxiliar nos trâmites burocráticos.

A principal forma de auxiliar a adolescente é por meio de doação bancária através da conta: agência 0421, operação 013, conta-poupança 117225-6, banco Caixa Econômica Federal em nome de Cintia Eliseu Ouriques. A família também conta com uma vaquinha online que pode ser acessada aqui.

Relembre

A adolescente de 17 anos foi diagnosticada com a síndrome de Landau-Kleffner, quando tinha um ano e nove meses. A condição é uma forma rara de epilepsia infantil que resulta em sérios transtornos de linguagem e afeta crianças previamente normais, e sua maior característica é a grande ou súbita diminuição da habilidade de entender e usar a linguagem falada.

A história da jovem começou a mudar novamente há cerca de dois anos, após um banho. A mãe de Cíntia, Liliane Martins, notou que um dos ombros da jovem estava torto, achando que poderia ser alguma fratura, levou a menina ao médico. Nos exames feitos em hospital, o raio-X apontou a presença de escoliose de grau avançado – doença que deforma a coluna.

Desde a descoberta, a família e os amigos estão envolvidos em uma campanha para arrecadar a quantia necessária para a cirurgia. Outras informações de como ajudar Cíntia, podem ser obtidas pelo telefone (48) 99817-3601.