Divulgação/Agora Laguna
 

Em reunião no auditório do Escritório Técnica do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), em Laguna, realizada na tarde de quarta-feira, 27, foram eleitos os representantes da cidade para o Conselho Regional de Cultura, que será realizado em breve no município.

Os delegados vão levar ao fórum as prioridades culturais da cidade que serão unidas às necessidades dos municípios da região Sul – além de Laguna, Criciúma e Nova Veneza realizaram os encontros para eleger os membros da sociedade civil para o conselho.

Os seis eixos definidos na reunião foram: infraestrutura (ampliação, adequação, construção e acessibilidade); preservação (proteção legal, conservação e restauração do patrimônio cultural); criação, produção e inovação; difusão, circulação e promoção; educação e produção do conhecimento (capacitação, formação, qualificação, investigação e pesquisa), organização (planejamento e gestão do setor). Cada um dos pontos tem dois tópicos definidos como as carências a serem atendidas pela gestão pública acerca do meio cultural.

Segundo Bruno Mendes Espíndola, coordenador interino do conselho municipal, uma das lamentações foi a falta da presença de representantes do poder Legislativo, com apenas um dos vereadores – Peterson Crippa (PP) – compareceu à alguma das reuniões feitas.

“Achamos importante a participação deles, pois eles tem conhecimento quanto a viabilidade de projetos, uma vez que, podemos planejar alguma demanda junto à Câmara e não ser possível executar”, explica.