Foto: Econoagem Laguna/Divulgação
 

A exemplo do que foi realizado no ano passado, o fechamento do verão 2019 para os fãs de canoagem será feito com uma remada pelo complexo lagunar. A experiência, organizada pelo grupo Extremo Sul Kaiaques (ESK) em parceria com a Econoagem Laguna, vai aproximar os participantes da natureza entre os dias 30 e 31 de março. Ao todo, 50 pessoas farão parte da ação esportiva-ambiental.

Laguna, Pescaria Brava e Imaruí serão costeadas pelos remadores que vão passar pelas lagoas do Imaruí e do Mirim, em um trajeto de 45 km, programado para ser concluído em dois dias – os participantes vão acampar na Ponta do Tamborete, à noite. A atividade é inteiramente autossuficiente, isto é, cada remador fica responsável por organizar seus equipamentos e sua alimentação.

Foto: Econoagem Laguna/Divulgação

“A remada tem como principal objetivo a divulgação do esporte em seu caráter contemplativo e fraternal, congregando os remadores e aficionados pela prática”, comenta Alexandro Demanthè, organizador da atividade. Para ele, não se trata de uma competição e sim de um momento de contato entre amigos e a natureza.

Um dia antes da partida, em Barranceira, na residência de um dos participantes, o policial Rodrigo Martinho, vai acontecer uma troca de experiências sobre a canoagem oceânica e assuntos referentes às atividades de remada.

Quem se inscreveu para integrar remada, segundo Demanthè, irá encontrar um cenário “realmente paradisíaco, com inúmeras praias, reentrâncias, e pequena baías, além de aves, pescadores, sarilhos botos e muito verde”. Para 2019, as inscrições já estão encerradas, e os participantes devem ficar atentos: a primeira chamada é às 8h, a segunda às 8h15 e a saída oficial será às 8h45, e, claro, devem observar as condições do clima que podem alterar o trajeto.

Veja o trajeto

1º dia – Azul – Cerca de 27km

2º dia – Vermelho – Cerca de 20km

Foto: Econoagem Laguna/Divulgação