Foto: Divulgação
 

O projeto da Usina Termossolar de Laguna (Utlag) está em fase final, segundo informou a Eletrosul. Uma comitiva da empresa esteve visitando o terreno às margens da BR-101, em Caputera, onde será instalada a estrutura que utilizará tecnologia pioneira no país. “A obra de implantação da usina começa este ano”, prevê Deise Cardoso, presidente da Fundação Lagunense do Meio Ambiente (Flama).

Deise acompanhou as inspeções feita pelos gerentes de relações institucionais Múcio Althoff e de pesquisa e desenvolvimento Dirceu Kulzer, da Eletrosul, aos locais onde serão instalados outdoors sobre o empreendimento e durante a verificação de alguns detalhes finais para o término da elaboração do projeto.

As publicidades de identificação serão colocados nos próximos quinze dias e vão explicar detalhes sobre a usina de Laguna. A estrutura será uma das primeiras do país a utilizar exclusivamente a energia térmica solar para geração de eletricidade. O objetivo é testar a eficiência da tecnologia CSP (Concentrated Solar Power). As licenças ambientais prévias foram concedidas em fevereiro.

“Nosso objetivo é usar parte dessa energia gerada para abastecer a ponte de Laguna. Assim resolvemos essa questão sobre quem paga a conta de luz da ponte”, adianta Mauro Candemil, prefeito da cidade. A duração do projeto, incluindo os estudos acadêmicos e científicos, será de três anos. A construção será executada pela Eudora Energia e Facto Energy.

A Utlag terá capacidade de geração de energia equivalente a 0,25 Mw. O empreendimento está orçado em R$ 16,5 mi e será possibilidade por meio do Programa de Pesquisa e Desenvolvimento da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). A usina ocupará 2,8 hectares de área cedida pela prefeitura.