Divulgação
 

Desenhada desde a última sexta-feira, 23, a reforma administrativa dos nomes do alto escalão do governo municipal foram iniciados nesta quarta-feira, 27, com a publicação das portarias de exoneração no Diário Oficial dos Municípios de Santa Catarina (D.O.M.S.C). As informações foram antecipadas pelo Portal e pelo jornalista Valmir Guedes Junior.

A portaria RH Nº 365/2019, assinada na segunda-feira, 25, indica a saída de Karmensita Rocha Cardoso, do cargo de secretária de Educação e Esportes, e de Sônia Peppeler Teodoro, diretora de escola. A pasta ficará sendo comandada interinamente por Christian Pavanate Soares, atualmente secretário-adjunto.

Hirã Floriano Ramos, ex-vereador do MDB, que estava a frente da Secretaria de Assistência Social e Habitação, deixa o cargo, assim como o presidente da Fundação Lagunense de Cultura (FLC), Márcio José Rodrigues Filho. Os substitutos definitivos ou temporários destas pastas não foram informados pela prefeitura.

A notícia da reforma administrativa no governo lagunense foi divulgada no fim da noite de sexta-feira. A intenção, segundo fontes da prefeitura, é mesclar a Secretaria de Turismo com a FLC; dividir a pasta de Administração, recriando a Secretaria de Finanças; e remontar a Secretaria de Comunicação.

O projeto com as divisões ou recriações será enviado à Câmara de Vereadores nesta semana, podendo entrar em pauta no começo de abril. Nomes do Partido dos Trabalhadores e do Progressistas foram cogitados para assumir as pastas vagas. Ambas as siglas não fizeram parte da coligação que elegeu Mauro Candemil (MDB) em 2016 e negaram participação no governo do emedebista.