Foto: Portal Agora Laguna
 

A Polícia Civil mantém em sigilo a investigação, após denúncias, de um possível ataque planejado por um estudante, 16 anos, da Escola Almirante Lamego, no centro de Laguna.

Após o atentado em Suzano, São Paulo, em 13 de março, áudios passaram a ser compartilhados por alunos até chegar à direção do colégio e a vários pais de crianças. “Estou preocupada. Não me sinto segura sabendo que isso está circulando e minha filha distante”, comenta, G.M.S, 54 anos, mãe de uma adolescente, 15 anos, estudante do primeiro ano.

Assim que soube das denúncias, o diretor da escola, Danilo Prudêncio, solicitou que a Polícia Civil investigasse o caso. “Tivemos ciência desse fato há 15 dias e a polícia está apurando, além disso, rondas preventivas estão sendo feitas pela Polícia Militar”, destaca.

A investigação analisa ainda a possibilidade de outros envolvidos. “A Polícia Civil tem conhecimento desses comentários e está investigando o caso”, salienta o delegado Franco Reginatto.

Segundo ele, outros detalhes não serão repassados para não atrapalhar os trabalhos. O Portal Agora Laguna esteve na escola nesta terça-feira, 26, pela manhã e segundo apurado, alguns alunos faltaram às aulas por receio e outros foram acompanhados pelos pais.

“A direção ressalta que mantém a segurança do colégio e não confirma os fatos relatados nos áudios”, pontua Danilo. A rotina de aulas segue normalmente.