Foto: PM Pescaria Brava/Divulgação
 

Sete pontos de Pescaria Brava contam, desde o fim de janeiro, com sistema de videomonitoramento controlado pelo grupamento de Polícia Militar (PM) da cidade. A instalação dos equipamentos foi possível após uma parceria entre a instituição e comerciantes locais.

As necessidades da sociedade quanto à segurança foram observadas pelo subtenente Claudemir Viana, que assumiu o comando do destacamento policial há cerca de seis meses. “Fiz uma reunião com comerciantes, empresários e CDL e levei a ideia das câmeras. Hoje em dia, todo mundo está sendo vigiado de uma forma ou de outra, então, nada melhor que a polícia começar a monitorar. Aprovado o projeto, começamos a colocá-lo em prática”, conta.

“Isso tende a se estender para outros locais que acharmos pertinentes. O monitoramento é feito por nós, policiais, inclusive até de casa podemos vigiar”, explica o comandante.

Convênio com prefeitura permite aquisição de arma

Uma outra novidade da PM bravense foi a compra de uma arma modelo Fuzil T4 Taurus 5,56, de grosso calibre. Viana, explica que por ser instrutor de tiro, possui uma percepção maior quanto à necessidade de armamento para o destacamento, e o melhor equipamento para a cidade foi este. A aquisição foi feita por meio de convênio com a prefeitura da cidade.

“Vou habilitar os policiais em breve. Estou esperando apenas as munições para empregar a arma no dia a dia”, adianta. “Estamos com outras ideias [para a cidade] sempre pensando na melhoria dos policiais e na segurança da população”, conclui.

Foto: PM Pescaria Brava/Divulgação