Um vídeo que circula nas redes sociais mostra duas estudantes da Escola de Educação Básica Saul Ulysséa, de Cabeçuda, brigando no pátio do colégio, durante o intervalo. O acontecimento foi registrado na manhã de quinta-feira, 22.

A reportagem do Portal Agora Laguna entrou em contato com o diretor da escola, Iliomar Bitencourt de Bem, que afirmou ter sido uma situação rápida e isolada e que fatos do tipo não eram registrados há pelo menos três anos. “Tomaremos medidas cabíveis pois mexe com a integridade da escola, até porque não é uma postura daquilo que a gente ensina e emprega. O problema foi gerado por motivos pessoais durante o final de semana entre as meninas e acabaram se desentendo aqui na escola”, salienta.

Bitencourt explica que já foi conversado com todos os familiares dos envolvidos e que a unidade escolar desenvolve ações de prevenção ao bullying, contra violência e drogas e conta ainda com o suporte do Programa de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd), da Polícia Militar.

As meninas foram afastadas pelo colégio e só retornam às aulas na próxima terça-feira, 27. Segundo o diretor, uma outra estudante teria se envolvido em situação semelhante no mesmo dia. Ouça:

Uma nota de esclarecimento assinada pela direção da escola foi divulgada nas redes sociais do colégio na tarde desta sexta-feira, 23. Leia a íntegra do texto:

A E E B Saul Ulysséa vem, por meio deste, pronunciar-se quanto às informações e vídeos divulgados em Redes Sociais sobre o fato ocorrido ontem.
A escola abomina todo e qualquer ato de violência, e informa que foram tomadas todas as providências cabíveis e legais.
Estamos a disposição de todos para maiores esclarecimentos.